Seja bem-vindo!

(Este é o site do Maestro Amalfi. Utilize o menu acima para navegar)

Professor, Pesquisador, Compositor (Teatro, Televisão, Cinema), Maestro, Músico do teatro.

Doutor pela Universidade de São Paulo, com estágio doutoral na Université Paris 8. Realizou um pós-doutorado na Universidade de Brasília com a pesquisa MÚSICA DAS ARTES DA CENA: REFLEXÕES E CAMINHOS PARA SUA CRIAÇÃO a partir de uma análise das proposições do livro Composing for the Films, de Theodor Adorno e Hanns Eisler, e conduz outro pós-doutorado na Universidade de São Paulo intitulado MACRO-HARMONIA – UMA PROPOSTA DE DISCIPLINAS PARA FORMAÇÃO DE COMPOSITORES DE MÚSICA DAS ARTES CÊNICAS.

Em 2022 publica a convite do CIRRAS (Centre International de Réflexion et de Recherche sur les Arts du Spectacle) um capítulo no livro LA SCEÅNE MONDIALE EN PE/RIODE DE CONFINEMENT Sous la direction de Françoise Quillet – editora L’Harmattan. https://www.editions-harmattan.fr/livre-la_scene_mondiale_en_periode_de_confinement_francoise_quillet-9782140267789-73766.html

Atualmente é Professor do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, Maestro e Coordenador do Pop Choir da Cultura Inglesa, e Maestro e Coordenador do Coral Belas Vozes, do Centro Universitário Belas Artes.

É Editor da Revista Científica Dramaturgias, do Departamento de Teatro da Universidade de Brasília (UnB). Membro dos grupos de pesquisa CEPECA (USP) e do grupo MOUSIKÊ – Textualidades dramático-musicais (UnB). É fundador da AURORA – polo de investigação teatral (port-aurora.com).

É conferencista e professor convidado em diversas instituições e universidades, como Sorbonne Nouvelle Paris 3 APEB-FR (2020), Universidade de Lisboa (2020, https://www.letras.ulisboa.pt/pt/agenda/aurora-polo-de-pesquisa-teatral-estudos-sobre-o-theatre-du-soleil-em-lingua-portuguesa-1 ), e TUSP (2020, https://www.usp.br/tusp/?portfolio=aurora-abre-alas ).

É filiado a diversas instituições internacionais, como a ARTA (Ass. De Recherche desTraditions de l’Acteur, Paris, Fr.); CIRRAS (Centre International de Réflexion et de Recherche sur les Arts du Spectacle, Paris, Fr.), APEB (Associação de Estudantes e Pesquisadores Brasileiros na França) e IFTR (Federação Internacional para Pesquisa em Teatro, NY, EUA).

Desde 2011, vem estudando as obras de Jean-Jacques Lemêtre, tornando-se seu assistente e tradutor no Brasil. Essa relação apoiou a pesquisa de Mestrado de Amalfi sobre a obra do músico no Théâtre Du Soleil, que foi publicada na forma de livro A MACRO-HARMONIA DA MÚSICA DO TEATRO, o primeiro livro originalmente escrito em português sobre a companhia, que faz parte da bibliografia oficial da a tropa, bem como em seu site. https://www.theatre-du-soleil.fr/fr/librairie-et-editions/a-macro-harmonia-da-musica-do-teatro-1906

No cinema, ganhou duas vezes o prêmio de melhor trilha sonora, com “Nossa vida não cabe num Opala”, dirigido Reinaldo Pinheiro ”(2009, CINE PE); e “Hipóteses para o amor e a verdade”, escrito por Ivam Cabral e dirigido por Rodolfo García Vázquez, (2015, DropsMagazine). A trilha sonora “Hipóteses…” também foi indicada ao prêmio de melhor trilha sonora da Academia Brasileira de Cinema. Na televisão, trabalhou com a MTV, T.v. Cultura e National Geographic Channel. Como compositor e diretor musical de teatro, atuou em mais de sessenta espetáculos, com grandes diretores como Naum Alvez de Souza, Celso Frateschi, Roberto Lage, Bárbara Bruno, Cia. Satyros e Antonio Abujamra.

Site: maestroamalfi.com
Currículo completo plataforma lattes: http://lattes.cnpq.br/4127717243845193