Seja bem-vindo!

(Este é o site do Maestro Amalfi. Utilize o menu acima para navegar)


Maestro, Compositor (Teatro, Televisão, Cinema), Produtor fonográfico, Regente, Arranjador, Intérprete, Escritor e Pesquisador. (website: maestroamalfi.com ). Doutorando na Universidade de São Paulo / Université Paris VIII (Doutorado Sanduíche), onde também é Membro RD da Comissão Organizadora do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas e da Comissão Organizadora do programa PAE (suplente); membro da Comissão organizadora do Seminário de Pesquisas em Andamento e Editor da Revista ASPAS. É membro de Instituições Internacionais, como a ARTA (Ass. de Recherche des Traditions de l’Acteur, Paris, Fr.); CIRRAS (Centre International de Réflexion et de Recherche sur les Arts du Spectacle, Paris, Fr.), e IFTR (International Federation for Theatre Research, NY, USA). É professor convidado na SP Escola de Teatro

É o fundador e coordenador do coral Cultura Inglesa Pop Choir, com cerca de 400 cantores (desde 2004) e da Cia. Macro-harmonica de Ópera Popular Brasileira (desde 2012). Foi Aluno de Paulinho Nogueira (violão).

Autor do livro A MACRO-HARMONIA DA MÚSICA DO TEATRO – Um novo olhar sobre a relação criativa entre o compositor Jean-Jacques Lemêtre e a encenadora Ariane Mnouchkine no Théâtre Du Soleil (2015). É o responsável pela tradução para o português do texto “A Manifesto for Performative Research Haseman, Brad. QUT, Australia, 2006)”. 

Elaborou e ministrou curso de Extensão Universitária em SONOPLASTIA na UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo (2014). Idealizador, coord. pedagógico e gestor do CLM, a primeira Escola Municipal de ensino regular de Música da cidade de São Bernardo do Campo, SP (2009-2010). Coordenador do Curso de Trilha Sonora do Teatro no CAT da FUNARTE (2007). 

Com mais de 25 anos de experiência, compôs para mais de 60 espetáculos teatrais, tendo trabalhado com Antonio Abujamra, Naum Alves de Souza, Roberto Lage, Ivam Cabral, Hugo Possolo, Marco Antonio Pâmio, Mario Bortolotto, Rodolfo Vasquez, Celso Frateschi, Bárbara Bruno, Georgete Fadel, entre outros. Na televisão compôs para programas e mini-séries, trabalhando com a TV Cultura e NATGEO; e atuando como maestro no VMB 2012 da MTV. Recebeu o prêmio de Melhor Trilha de Longa-Metragem Nacional duas vezes, com “Nossa Vida Não Cabe Num Opala, dir. Reinaldo Pinheiro” (2009, CINE PE); e “Hipóteses para o Amor e a Verdade” dir. Rodolfo García Vázquez, Roteiro Ivam Cabral (2015, DropsMagazine). A trilha de “Hipóteses…” recebeu também indicação de melhor trilha sonora na Academia Brasileira de Cinema.